Saída pela esquerda

“Eu fiquei desapontado pois achei que seria uma viagem repleta de tubos…” disse Luke Hynd refletindo logo após a chegada ao primeiro destino. Assim como você pode ver na foto, os tubos estavam lá. No entanto, as fotos não mostram tudo…
Mais de 100 surfistas disputavam as ondas do pico ao mesmo tempo. Todos em busca dos mesmos tubos, remando juntos como loucos e gritando uns com os outros.
“É difícil imaginar que em uma ilha como essa não existam outras ondas menos disputadas. As bancadas de coral estão por toda parte, portanto basta pensar um pouco “fora da caixa” e planejar com calma o próximo passo,” disse Jacob Willcox com a sabedoria de um adolecente insatisfeito.
“…Então entramos no carro e partimos na direção oposta.”
“Seguimos por uma estrada de terra até ela terminar,” disse Harry sobre a estratégia deles.
“Não tinhamos idéia de onde chegaríamos. Apenas acreditamos que aquilo daria certo…”
E eles encontraram uma pequena esquerda perfeita, só para eles. Provavelmente a uma hora de distância dos barulhentos e mal encarados surfistas do famoso pico de surf.
“A onda fazia uma curva junto a bancada de coral e criava rampas perfeitas sempre no mesmo lugar,” disse Luke sobre o local que eles acabaram de encontrar.
E agora? Onde será o melhor lugar para esperar a série?
Luke Hynd tem feito diversas viagens no The Search em 2015. Ele aprendeu que analisando as condições com calma e pesquisando junto aos locais, você pode encontrar algo especial que se destaque do convencional.
“Essa é uma onda de alta performance. É demais saber que toda vez que você sair do tubo vai ter uma rampa perfeita para aéreos no mesmo lugar…”
“…Eu acho que isso é algo muito raro de encontrar hoje em dia.” Luke Hynd.
“Ter uma idéia na cabeça e fazer de tudo para que ela se concretize faz você procurar alternativas que podem te surpreender.” Luke, soltando a rabeta.
Jacob Willcox estava afastado do The Search após uma forte torção no tornozelo que ele conseguiu correndo atrás do onibus (é verdade!) no início desse ano. Essa foi uma ótima viagem para ele retormar os treinos já que no próximo ano ele vai cair de cabeça nas competições em busca da sua vaga no World Surf League.
Jacob Willcox está de volta após um longo ano se recuperando da contusão. Você gostaria de estar sentado no lugar dele nesse momento?
Toda vez que um dos garotos voltava remando para o fundo eles viam um de seus amigos saindo do tubo e arriscando tudo nos aéreos. “Passamos praticamente toda sessão gritando um para o outro!” comenta Jacob.
“Eu fique feliz de consegui mandar alguns aéreos,” disse o jovem australiano forjado nos tubos da região de Margareth River.
“Fui ganhando confiança aos poucos já que quase quebrei meu tornozeno alguns meses atrás. Eu provavelmente estava sendo um pouco inconsequente tentando aqueles aéreos, mas estava me sentido confiante.”
Harry Bryant é um grande surfista da região de Queensland que sempre representou muito bem a Rip Curl. Essa foi sua última Search trip com os parceiros de equipe já que ele acabou trocando de marca logo depois dessa viagem. Encontrar novas ondas perfeitas foi uma ótima maneira de dizer adeus.
A habilidade de Harry nos tubos é baseada no timming perfeito.
Se posicionando…
E se jogando…
Valeu Harry! Desejamos tudo de bom para você em sua carreira.
Já que Luke Hynd é do tipo calado, deixamos para ele a palavra final sobre a viagem. “Essa viagem abriu meus olhos e me ensinou a sair da zona de conforto. Eu queria dirigir até a próxima bancada de coral, pois você nunca sabe o que vai encontrar depois da curva…”

Exitem alguns fatores que definem a sessão de surf perfeita. Quando todos os elementos se complementam, algo especial acontece:
1. Vento
2. Maré
3.Ondulação
4. Crowd – a ausência desse último fator é algo que faz toda diferença…

Você precisa dos três primeiros fatores alinhados para garantir uma sessão de surf incrível, mas o quarto fator é decisivo para uma sessão inesquecível. Quando você está sentado esperando pela série em condições como essa, você sabe que tem que aproveitar ao máximo.

Os jovens atletas da equipe Rip Curl, Luke Hynd, Jacob Willcox e Harry Bryant se uniram na busca pela condição perfeita. Ao chegarem em um dos picos mais conhecidos do mundo, o crowd fez com que eles parassem para pensar qual seria o próximo passo.

Ao invés de ficarem disputando ondas, eles cairam na estrada. Embalaram novamente suas pranchas, conferiram as condições da ondulação e do vento e sairam em busca sem saber o que iriam encontrar. E eles encontraram! Um pico solitário bem perto de uma das ondas mais famosas e crowdeadas do planeta.

Fotos de Andrew Shield. Filmagens de Darcy Ward. Clip editado por Scott McClimont.